Sete apresentações musicais marcam Circulação Cultural nos câmpus da UFMS

Postado por: Ana Paula Banyasz

A circulação cultural nos câmpus da UFMS já realizou 7 eventos com exibições musicais de artistas sul-mato-grossenses nos dias 11, 12, 13 e 14 de junho. Os câmpus da universidade de Ponta Porã, Coxim, Naviraí, Aquidauana, Paranaíba, Nova Andradina e Três Lagoas receberam as apresentações de dois grupos de câmara da orquestra sinfônica de Campo Grande e do duo de violão dos professores Peter Rahmeier e Rafael Salgado.

Em 4 dias de apresentações, os músicos utilizaram uma ampla variedade de instrumentos como a viola, violoncelo, flauta, violino e violão. Essa diversidade de sons foi importante para agradar todos os públicos que compareceram nesses 4 dias de espetáculo pelos câmpus da UFMS. As exibições movimentaram os campus do interior e proporcionaram uma gratificante experiência para quem aprecia música clássica e regional de artistas como Johann Sebastian Bach, Heitor Villa-Lobos, Francisco Tárrega, entre outros.

A Orquestra Sinfônica “Pantanal Group” reuniu cerca de 120 pessoas no anfiteatro do campus de Coxim e 200 espectadores no auditório da unidade II do Campus de Aquidauana, que foi realizada dentro da programação do IV Congresso Internacional de História Regional. De acordo com o diretor do campus de Aquidauana, o professor Auri Frubel, as apresentações somaram à cultura dos docentes e discente que participaram do evento. “Notei que a plateia ficou encantada diante da oportunidade de assistir uma apresentação de um quarteto tão qualificado, com um reportório clássico sofisticado. ”

A diretora do Campus de Coxim, professora Eliene Dias de Oliveira, também elogiou a iniciativa da UFMS e a participação externa da comunidade no evento. “O público recebeu a atração de forma carinhosa. Além dos servidores e alunos, houve a presença de grupos da comunidade externa, inclusive um grupo de Rio Verde, que se deslocou só para assistir à apresentação.”

Para a acadêmica de Pedagogia do campus de Naviraí, Larissa de Assis Lima, é fundamental o empenho da universidade em realizar exibições culturais diversificadas nos câmpus. “Eventos como esse estimulam a arte e acrescentam expressões artísticas e culturais diferentes do que estamos acostumados no dia-a-dia, como a flauta utilizada pela orquestra e trazer isso para a comunidade acadêmica é essencial.”

Para o diretor do campus de Naviraí, Daniel Lopes, “Momentos como esses permitem a interação e a reflexão acadêmica e são essenciais para o desenvolvimento cultural de toda a comunidade universitária e para o campus se consolidar na construção de sentidos para a formação e a vida das pessoas.

A última apresentação da circulação cultural acontece hoje, 22, no campus de Corumbá, às 20h30 no Anfiteatro Salomão Baruk.

Compartilhe:
Veja também